dcsimg Tratamento Ambiental - Produtos - Bayer Pet
Bayer Pet - Produtos

Produtos

Tratamento Ambiental

Controle de carrapatos nos cães. Importância do tratamento ambiental.
Controle de carrapatos nos cães. Importância do tratamento ambiental.
Controle de carrapatos nos cães. Importância do tratamento ambiental.
Controle de carrapatos nos cães. Importância do tratamento ambiental.

Conheça os Riscos

O Rhipicephalus sanguineus é o principal carrapato que acomete cães em praticamente todas as áreas urbanas do Brasil.

É responsável pela transmissão de importantes doenças tais como erliquiose, babesiose, anaplasmose e hepatozoonose. Frequentemente gera altas infestações que causam danos severos aos animais, podendo causar anemia e leva-los à morte.

Fig. 1. Carrapato do cão urbano, Rhipicephalus sanguineus. A-Macho. B-Fêmea.
Fig. 1. Carrapato do cão urbano, Rhipicephalus sanguineus. A-Macho. B-Fêmea.

Sabendo dos riscos à saúde dos animais e dos seres humanos, a prevenção e controle das infestações por carrapatos torna-se um procedimento de extrema importância.

Confira as perguntas frequentes que precisam ser levadas em conta durante um programa integrado de prevenção e controle destes parasitos.

Perguntas Frequentes

  1. Por que chamamos o Rhipicephalus sanguineus de "carrapato do cão urbano"? Os carrapatos não seriam mais comuns no meio rural?

    Devido ao comportamento de se reproduzir e viver dentro de construções humanas e utensílios domésticos, este carrapato está presente em praticamente todas as áreas urbanas do Brasil.

  2. Qual a importância das áreas verdes das cidades, tais como parques e lotes abandonados, e até mesmo o gramado e jardim de minha casa para este carrapato?

    Nenhuma. Este carrapato não se reproduz em áreas de vegetação. A alta umidade do quintal gramado ou do jardim de uma praça pode ser letal para esta espécie de carrapato. Por este motivo, é comum vê-los subindo paredes no interior de residências fugindo da umidade do solo.

  3. Meu cão nunca tinha carrapatos. De repente, vi alguns nele esta semana. Isto pode ter alguma relação com os locais que levei meu cão recentemente?

    Não. Os locais que você levou seu cão nos 10-15 dias anteriores ao da primeira visualização dos carrapatos normalmente não têm qualquer relação com a infestação. Isto porque, quando o carrapato é visualizado pela primeira vez, geralmente já existe uma população destes parasitas estabelecida em sua residência, que se iniciou semanas ou meses atrás. A detecção imediata do carrapato quando este entra pela primeira vez na residência quase sempre não é possível, pois baixas infestações são muito difíceis de serem visualizadas no início, em função da pelagem do animal e do tamanho diminuto das fases imaturas.

  4. Então, por quais vias estes carrapatos entraram em minha casa?

    Uma infestação pode se estabelecer em uma casa através de três vias:

    • Via cães infestados - neste caso, você recebeu a visita de um cão infestado ou seu cão visitou algum local onde havia carrapatos no ambiente. Nesses locais, um pequeno número de carrapatos subiu em seu cão e veio pra sua casa sobre o animal. Como os carrapatos são muito pequenos e em pequenas quantidades no inicio, dificilmente são percebidos. Ao se desprenderem do cão na sua casa, podem iniciar uma infestação no ambiente, onde se multiplicarão, gerando populações maiores, mais visualmente perceptíveis, depois de algumas semanas ou meses;
    • Via móveis ou utensílios - como o R. sanguineus se esconde em frestas e buracos de paredes e móveis, incluindo a casinha do cão, é bem provável que uma infestação se inicie em uma casa quando esta recebe móveis ou utensílios domésticos de outra casa onde já havia uma infestação;
    • Migração ativa - quando estão prontos pra se alimentar, os carrapatos poderão andar por vários metros através das paredes, até encontrar um cão para iniciar o parasitismo podendo facilmente passar de uma casa a outra caminhando através de muros, e até entre apartamentos, caminhando pelas sacadas e varandas.
  5. Já que este carrapato está reproduzindo dentro da minha casa, como faço pra identificar seus locais de reprodução?

    Cada fase do carrapato (larva, ninfa e adulto) se alimenta sobre o cão por apenas alguns dias, quando então se desprende do animal e geralmente durante a noite procura alguma fresta na parede para se esconder e prosseguir em seu ciclo de vida no ambiente. Desta forma, o principal local de reprodução do carrapato em uma casa vai ser sempre aquele em que o cão passa a noite.

  6. Numa casa onde um cão está infestado por R. sanguineus, onde há mais carrapatos? No próprio cão ou no ambiente?

    Os carrapatos presentes no cão representam no máximo 5% de toda a população existente daquele instante. Desta forma, 95% da população de carrapatos estarão sempre no ambiente. Por esta razão, um único tratamento com carrapaticida no cão, por mais efetiva que seja a droga, não será suficiente pra eliminar os carrapatos, uma vez que este tratamento pontual estará atingindo apenas uma pequena parcela de sua população.

  7. Qual a melhor maneira de combater os carrapatos?

    A maneira mais eficiente é realizando um tratamento simultâneo dos cães e do ambiente. Nos cães, dá-se preferência para produtos carrapaticidas de longa ação, que mantêm o cão protegido contra novas infestações e ao mesmo tempo impede que novos carrapatos retornem ao ambiente. No ambiente, deve-se realizar o tratamento ambiental com produtos carrapaticidas próprios para o carrapato do cão seguindo as recomendações do fabricante, por pelo menos 3 meses consecutivos.

    Este tratamento ambiental deve priorizar os locais onde o cão passa a noite. É importante levar em conta que nada adianta fazer tratamentos ambientais no solo ou em paredes lisas dos locais de descanso do cão. Mesmo uma boa faxina não será suficiente pra elimina-los e os carrapaticidas de uso ambiental devem ser obrigatoriamente direcionados a cantos de paredes, frestas, buracos, atrás de quadros, dentro do interior de móveis; enfim, em qualquer potencial esconderijo do carrapato nas paredes.

  8. Consigo eliminar a população de carrapatos tratando apenas os cães com produtos de longa ação?

    A associação de carrapaticidas em cães com tratamentos ambientais será sempre mais eficiente, além de garantir resultados mais rápidos, contribuindo para um controle de sucesso.

  9. Quais a principais falhas no combate ao carrapato?

    A principal falha é a interrupção dos tratamentos. Isto ocorre por uma simples razão: no meio do programa, quando os parasitas começam a ser reduzidos a níveis mínimos, os donos imaginam que não existem mais carrapatos, que estes já foram eliminados quando na verdade ainda estão presentes; daí, reduzem-se os esforços, dedicação e interesse para continuar o controle.

  10. Conseguirei sucesso no controle dentro da minha casa se o meu vizinho não fizer controle nos cães e ambiente da casa dele?

    Não. Carrapatos infestantes podem perfeitamente passar de uma casa a outra escalando muros divisórios. Portanto, sem a adesão da casa vizinha, uma nova população de carrapatos poderá se estabelecer em sua casa pouco tempo após o fim dos tratamentos.

Ciclo do carrapato R. sanguineus (15 - 30 dias)

Dicas Básicas

Dicas básicas para evitar a instalação de Rhipicephalus sanguineus nas residências

  • Evite casinhas de madeira pois possuem muitas frestas que servirão de esconderijos para os carrapatos. Dê preferência para as casinhas de fibra ou plástico liso;
  • Escolha com rigor o petshop ou hotel para seu cão. Dê preferência para estabelecimentos que se preocupam e tenham programas preventivos de infestação por carrapatos;
  • Se seu cão faz uso de transporte terceirizado para petshops, procure saber se tratamentos preventivos são realizados no veículo, pois este também pode ser uma fonte de carrapatos para seu cão;
  • Evite receber móveis ou utensílios domésticos de residências com histórico de carrapatos em cães. Se o histórico for desconhecido, faça um tratamento carrapaticida no móvel antes de coloca-lo em sua residência;
  • Se seu cão vai visitar alguma casa ou estabelecimento onde haja histórico de infestação por carrapatos, é recomendável um tratamento carrapaticida para minimizar os riscos de este cão contrair novos carrapatos e trazê-los pra sua casa.

Solução Integrada

A associação de carrapaticidas em cães com tratamentos ambientais será sempre mais eficiente, além de garantir resultados mais rápidos, contribuindo para um controle de sucesso.

Para o tratamento efetivo da infestação ambiental, em muitos casos, é preciso contratar empresas de desinsetização. Para isso a Bayer, na divisão Saúde Ambiental, possui uma linha completa de produtos da mais alta qualidade e segurança indicados para o controle de carrapatos. Ao contratar uma empresa especializada peça produtos com a qualidade Bayer.

Para saber mais sobre o tratamento ambiental profissional entre em contato com o TeleBayer 0800 017 99 66.

Confirme seu voto abaixo: